sexta-feira, 25 de junho de 2010

quinta-feira, 24 de junho de 2010


O que tu dizes vai-se completando muito lentamente, como um puzzle que vais montando com toda a tua calma especial, as peças encaixam tão bem, como a música e os meus ouvidos, estou a vê-las a encaixar, as coisas começam a fazer o meu sentido. Tu dizes, eu gravo. Tu explicas, eu assimilo. Tu falas, eu ouço. A verdade do teu passado afecta-me. Sem querer deixo-me contagiar pelo teu passado, preciso de me envolver no teu futuro, porque o teu presente atormenta-me.

Um dia ...

quarta-feira, 23 de junho de 2010


Para ver
Para dar
Para estar
Para ter
Para ir
Pra ouvir
Pra sorrir e entrar
Para rir
Pra voltar
A tentar
Pra sentir
E mudar
Pra voltar a cair
Para me levantar
Para nunca mais tentar
Mentir
Pra crescer
Para amar
Para ser
O lugar
Pra viver
E gostar
De gostar
De viver
Pra fugir
Pra mostrar
Pra dizer
Pra ter paz
Pra dormir
Pra fingir acordar
Para ser
Derramar
Para nunca mais tentar
Mentir

Ornatos Violeta- Para nunca mais mentir.

segunda-feira, 21 de junho de 2010


Não entendo a minha capacidade de esconder a verdade, de tentar transparecer uma coisa que realmente não é a verdade. Quando estou mal, ou triste se alguém me perguntar “ esta tudo bem?” , a minha resposta é sempre a mesma “ sim , esta” , é espontâneo , não penso antes de responder , quando estou mal , eu digo que estou bem , e assim surpreendo-me com minha vontade de tentar mostrar que esta tudo bem , para assim não ver outros preocupados. Se bem que as vezes não da para disfarçar, as vezes ate digo: “ dói-me a cabeça”, para não ouvir “ o que tens?” umas 500vezes seguidas. Eu sei que é preocupação, mas é isso que eu não quero, quando estou mal, não quero perguntas, quero estar sozinha, ou quando estou acompanhada quero ouvir o silêncio dessa pessoa, sentindo o calor dela. Há muitíssimo pouco tempo estive assim , e ninguem percebeu. E sem querer o "meu abraço ficou com a forma do teu corpo."

domingo, 20 de junho de 2010


" Porque é agora que podes ser dono da tua vida e do teu coração. É agora que tudo pode acontecer de outra forma e a vida se transformar em algo que sempre sonhaste.
Mas espera. Espera um pouco ainda. Espera, porque a espera é o tempo de deixar crescer tudo aquilo que há-de ser. E é sempre pouco, quando se tem tanto para dar. E receber." - Margarida Rebelo Pinto

sábado, 19 de junho de 2010

Estou a fazer o caminho certo..


"Nunca sabemos onde nos conduz o caminho que tomamos, no inicio de seu trilho. Poder mudar o rumo do nosso caminho é um direito e um dever que todos deveríamos cultivar."

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Porque sim , chega ?


Viajo sobre sonhos perdidos, passeio sobre o rumo da imaginação. Relembro o passado ilusório. Idealizo o amanhã que me satisfaz. Vivo o presente que me atormenta. Fantasiar enche-nos o peito de felicidade, mas suportar a realidade enche-nos a cabeça de enigmas.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

...


Se estiveres bem atento, vais-te aperceber que nada acontece por acaso, vivemos uma coisa hoje que irá fazer sentido ou completar-se amanha, nesta vida nada acontece por acaso, pois neste mundo não há lugar para as coincidências nem para as probabilidades. Sou uma pessoa que não pensa no amanha, sou assim, não porque queira, mas porque fui obriga faze-lo, portanto não penso no futuro, não acredito muito no destino. Para mim as coisas são muito simples, se calhar demasiado simples para as pessoas perceberem a simplicidade delas. O que tem de ser é, e o que esta feito, feito está. O que tem de ser tem mesmo muita força e bla bla bla pardais ao ninho. Entendo as pessoas com um olhar, e sei as de cor como as minhas mãos, até irrita. Quase sem falar com elas sei com quem estão e a fazer o quê. Sou uma pessoa que sabe de tudo, e não pergunta nada. Sei que sei demais. Sei de pouco de toda a gente, e jamais contarei a alguém. A confiança em mim está viva a 99%, pois ninguém tem 100% de nada, e como minha melhor amiga um dia disse, cada vez tenho mais a certeza que na vida não há certezas.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Deixar estar..


Deixa estar, deixa entrar a aragem que me consome a mente, na verdade deixo-me levar por este maldito pecado, deixo-me envolver com os pensamentos, bloqueio, este vento alimente-se se mim. Não quer parar e veio para ficar, deixa-o andar, quero ver ate onde ele vai… entra assim de repente em mim, sem avisar, sem carta-branca, ou sinal, deixei-o entrar, porque ele me faz bem, mas … podias ter avisado que ias aparecer e entrar na minha vida! Mas não avisas-te e o que esta feito, feito esta e o que tem de ser tem muita força. Entras-te do nada e ainda bem, agora quero-te sempre aqui, maléfico vento!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Apenas...


So se vê bem com o coração porque o essencial é invisivel aos olhos.

domingo, 13 de junho de 2010

Os meus sonhos sao...


São de uma cor incongruente que desfazem em lágrimas e sorriem, que dão gritos que não se ouvem, que atingem sucesso que ninguém vê, que acenam que sim mas acham que não, que atinge felicidade mas franzir o sobrolho, que caem sem haver chão, são de uma cor esquisita como eu.


SC

sexta-feira, 11 de junho de 2010


“Já soube o que era ter tudo, o que foi não ter. Nada é mais fácil dizer que fazer. Quem diz que tem é porque não tem, e só diz que tem para melhor parecer. Quanto mais tenho, mais tenho a perder.”

terça-feira, 8 de junho de 2010

E tu? Acreditas que um dia ...

E os teus?


M - " De que cor são os teus sonhos?

D - São da cor que os quiseres pintar "

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Faz o que te apetece da porra da vida !



Vou fazer o que me apetece a partir de hoje! Loucuras pode matar ? E viver não mata?
Pisa o risco e testa as pessoas ...

" Tenho um fraco por coisas fortes "

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Porque sim...


Esta a vontade. Entra. Senta-te. Acomoda-te. Pede o que quiseres. Usa e abusa de tudo. Agarra. Teme. Fecha a janela. Não penses. Não te escondas. Dá a cara. Olha-me nos olhos. Não ouças. Sente o meu respirar. Envolve-te nos meus sentidos. Continua a não pensar. Nada de planos. Calma. Só quero a tua amizade. Larga tudo. O meu mundo caiu. Desmoronas-te o que construís-te. Controla a lágrima. Vai-te embora. Leva o que quiseres. Vira a cara. Torce o nariz. Sai. Sai. Sai. Fecha a porta e leva contigo o teu cheiro. Fecha a porta e never come back!


( Texto sem razão aparente)

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Não tentes controlar...


Decido tornar num desafio
Reduzo as regras
Invento tempo a meu favor
E tempo nunca é demais

Espero respostas com sabor
Na sala de espera
Amargas ou doces já me são iguais
(...)

Entregas-me o chão
Mas não sei se piso

Mesmo assim tu esperas
Sem qualquer razão
Mesmo assim tu esperas...


Klepht- Sala de espera

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Será ?


Haverá algo mais verdadeiro do que que vencer a força com a razão ?

terça-feira, 1 de junho de 2010



 "Sera que vou ser feliz sem fumar?"