quarta-feira, 3 de julho de 2013

Clarissa Corrêa


Ninguém é como tu . E ela sempre quis alguém como tu. E levaste todos os sentidos dela. É a tua boca que ela deseja, o teu perfume que quer sentir, o teu corpo que quer ao lado. É por ti que ela sente atracção. Ela sente falta de ti. E de tudo que nós não vivemos (ainda). És tu que a deixas feliz ou triste e, acredita, é muito fácil fazê-la feliz. Qualquer coisa a faz feliz. Tu sabes, não sabes? 

Sem comentários: