sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

e as minhas palavras? de que valem? e de que valeram ?


As palavras pouco valem
Cada um diz o que quer
Mas que digam ou que calem
Ou que deixem por dizer.

Há palavras suicidas
Outras que calam a dor
Criminosas, compassivas
E as que morrem por amor.

paulo gonzo-faz-me bem

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

cair no erro de amar sem pedir nada em troca?


é preciso saber viver o amor, esquecer mágoas e matar inseguranças e acreditar que vale a pena amar alguém, que vale a pena partilhar o nosso amor, mesmo que quem o recebe não saiba abrir as mãos para o agarrar.

mrp