domingo, 30 de abril de 2017


  Ter força, não ser forte. 

quinta-feira, 27 de abril de 2017

segunda-feira, 24 de abril de 2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Paulo Sousa


as vezes até me pergunto
se existo sem ti
preocupado por seres o único assunto
quem me faz manter aqui

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Bruno Fontes


Se achas exageradas as coisas que escrevo para ti, é porque ainda não viste as que apago.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Obrigada por tornares forte, o que um dia conseguiste desfazer

Quando começo a escrever ainda de ti, talvez não te ponha total culpa.  Eu é que ainda me deixo surpreender, eu é que ainda sinto o que sempre senti quando tenho contacto contigo. Mexes e vais sempre mexer comigo, porque serás sempre o meu ponto fraco e exatamente por isso provoques sentimentos menos bons em mim, embora nunca me consigas tirar a minha paz.
És inconveniente, incoerente, sem lógica, orgulhoso, egoísta, arrogante e ingrato.
És tudo o que não era suposto seres mas que és. Eu é que não queria aceitar.
És um caso perdido. Um caso que perdi a pouca paciência, consideração, toda a pouca compressão e sentido de cooperação.
Talvez um dia queiras pedir desculpa e que deixes de pensar em mim, como uma das piores coisas da tua vida.
Quem sabe um dia te consigas por no meu lugar e perceber que se fosses tu, deste lado, entendias o que carrego no coração e na alma.
E um dia que estiveres sozinho, porque vais acabar sozinho, vais entender que para ter é preciso cuidar.
P

domingo, 9 de abril de 2017

quinta-feira, 6 de abril de 2017